Acusados de matar vigilante penitenciário e a mulher dele na saída do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia são condenados

  • 15/05/2024
(Foto: Reprodução)
Penas vão de 27 a 46 anos de prisão em regime fechado. Defensoria Pública informou que não comentará sobre a condenação de um dos réus, defesa de outro acusado informou que vai recorrer da decisão. vigilante penitenciário Elias de Souza Silva foi morto ao sair do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, Goiás Reprodução/TV Anhanguera A Justiça condenou os cinco acusados de planejar e matar o vigilante penitenciário Elias de Sousa Silva e a esposa dele, Ana Paula Silva Dutra, na saída do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. As penas de Walison Ferreira Berto, Alex de Souza Rodrigues, Paulo Henrique da Silva Vieira, Bruno da Conceição Pinheiro e Ronan Lima Martins vão de 27 a 46 anos de prisão em regime fechado (veja detalhes abaixo). ✅ Clique e siga o canal do g1 GO no WhatsApp Em nota, a Defensoria Pública do Estado de Goiás (DPE-GO) detalhou que está habilitada no processo de Bruno da Conceição Pinheiro e a atuou em sua defesa, durante a sessão do Tribunal do Júri. A Defensoria Pública informou que não comentará o caso. Narcizo Carneiro Leite, da defesa de Paulo Henrique, informou que vai recorrer da decisão. O g1 ligou nos escritórios dos advogados de Walison Ferreira Berto, Alex de Souza Rodrigues e Ronan Lima Martins, na manhã desta quarta-feira (15), mas não teve retorno até a última atualização desta reportagem. O julgamento aconteceu na última terça-feira (14) e foi presidido pelo juiz Leonardo Fleury Curado Dias, da 1ª Vara de Crimes Dolosos e Tribunal do Júri. Os acusados foram condenados pelas mortes de Elias e Ana Paula e por integrar uma facção e organização criminosa. LEIA TAMBÉM: Vigilante penitenciário e esposa são mortos a tiros na saída do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia Vigilante penitenciário morto junto com a mulher tinha denunciado tentativa de suborno e barrou motim MP denuncia cinco pessoas por morte de policial penal e sua mulher na saída do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia Walison Ferreira Berto, Alex de Souza Rodrigues, Bruno da Conceição Pinheiro e Ronan Lima Martins estão presos. Paulo Henrique da Silva Vieira é considerado foragido. Relembre o caso Vigilante penitenciário e esposa são mortos a tiros na saída do Complexo Prisional Informações do processo detalham que o acusado Bruno da Conceição era membro de uma organização criminosa e mandou, de dentro da cadeia, que os demais condenados matassem o primeiro policial penal que saísse do Complexo Prisional. O crime aconteceu em fevereiro de 2021. Segundo a denúncia do Ministério Público de Goiás (MP-GO), o crime teria sido motivado como forma de retaliação por Bruno da Conceição ter “perdido privilégios”. Para isso, Walison, Alex, Paulo Henrique e Ronan compraram um carro para cometer o crime, conforme as informações dos autos. No dia do crime, Ana Paula Silva Dutra aguardava seu marido sair do trabalho em seu carro, na porta do Complexo Prisional. A denúncia detalhou ainda que, após sair do lugar, o casal foi seguido pelos réus e atingidos por diversos tiros. Vigilante penitenciário e esposa são mortos na saída do Complexo Prisional, em Aparecida de Goiânia, Goiás Naiara Santos/TV Anhanguera Os acusados foram pronunciados dia 28 de julho de 2022, após o Ministério Público de Goiás (MP-GO) oferecer denúncia contra os cinco pelos crimes de: Homicídio mediante promessa de recompensa, por emboscada e contra autoridade ou agentes do sistema prisional e da Força Nacional de Segurança Pública; Integrar facção e organização criminosa. Detalhes das penas Bruno Conceição Pinheiro Crime do homicídio de Elias de Sousa Trecho da sentença: “Agiu premeditadamente e com dolo intenso […] para se beneficiar e também a organização criminosa [...] financiou a execução da vítima” Pena: 11 anos, 4 meses de reclusão em regime fechado Crime do homicídio de Ana Paula Trecho da sentença: “Agiu premeditadamente e com dolo intenso […] para se beneficiar e também a organização criminosa [...] financiou a execução da vítima” Pena: 11 anos, 4 meses de reclusão em regime fechado Crime conexo de organização criminosa Culpa comprovada pela Justiça. Pena: 5 anos de reclusão e pagamento de 15 dias-multa Condenação pelos três crimes: 27 anos e 8 meses de reclusão e pagamento de 15 dias-multa de 1 salario mínimo vigente ao tempo do fato. Walison Ferreira Berto Crime do homicídio de Elias de Sousa Trecho da sentença: “Agiu premeditadamente e com dolo intenso […] integrando e atendendo a determinação de organização criminosa, pôs fim a uma vida para beneficiar organização criminosa [...] colaborando na divisão de tarefas, acompanhando comparsas, auxiliou na execução da vítima”. Pena: 19 anos de reclusão em regime fechado Crime do homicídio de Ana Paula Trecho da sentença: “Agiu premeditadamente e com dolo intenso […] integrando e atendendo a determinação de organização criminosa, pôs fim a uma vida para beneficiar organização criminosa [...] colaborando na divisão de tarefas, acompanhando comparsas, auxiliou na execução da vítima”. Pena: 19 anos de reclusão em regime fechado Crime conexo de organização criminosa Culpa comprovada pela Justiça. Pena: 8 anos de reclusão e 15 dias-multa Condenação pelos três crimes: 46 anos de reclusão e pagamento 15 dias-multa Alex de Souza Rodrigues Crime do homicídio de Elias de Sousa Trecho da sentença: “Agiu premeditadamente e com dolo intenso […] integrando e atendendo a determinação de organização criminosa, pôs fim a uma vida para beneficiar organização criminosa [...] colaborando na divisão de tarefas, acompanhando comparsas, auxiliou na execução da vítima”. Pena: 19 anos de reclusão em regime fechado Crime do homicídio de Ana Paula Trecho da sentença: “Agiu premeditadamente e com dolo intenso […] integrando e atendendo a determinação de organização criminosa, pôs fim a uma vida para beneficiar organização criminosa [...] colaborando na divisão de tarefas, acompanhando comparsas, auxiliou na execução da vítima”. Pena: 19 anos de reclusão em regime fechado Crime conexo de organização criminosa Culpa comprovada pela Justiça. Pena: 8 anos de reclusão e 15 dias-multa Condenação pelos três crimes: 46 anos de reclusão e pagamento 15 dias multa Paulo Henrique da Silva Vieira Crime do homicídio de Elias de Sousa Trecho da sentença: “Agiu premeditadamente e com dolo intenso […] integrando e atendendo a determinação de organização criminosa, pôs fim a uma vida para beneficiar organização criminosa [...] colaborando na divisão de tarefas, acompanhando comparsas, auxiliou na execução da vítima”. Pena: 19 anos de reclusão em regime fechado Crime do homicídio de Ana Paula Trecho da sentença: “Agiu premeditadamente e com dolo intenso […] integrando e atendendo a determinação de organização criminosa, pôs fim a uma vida para beneficiar organização criminosa [...] colaborando na divisão de tarefas, acompanhando comparsas, auxiliou na execução da vítima”. Pena: 19 anos de reclusão em regime fechado Crime conexo de organização criminosa Culpa comprovada pela Justiça. Pena: 8 anos de reclusão e 15 dias-multa Condenação pelos três crimes: 46 anos de reclusão e pagamento 15 dias multa Ronan Lima Martins Crime do homicídio de Elias de Sousa Trecho da sentença: “Agiu premeditadamente e com dolo intenso […] integrando e atendendo a determinação de organização criminosa, pôs fim a uma vida para beneficiar organização criminosa [...] colaborando na divisão de tarefas, acompanhando comparsas, auxiliou na execução da vítima” Pena: 17 anos e 6 meses de reclusão em regime fechado Crime do homicídio de Ana Paula Trecho da sentença: “Agiu premeditadamente e com dolo intenso […] integrando e atendendo a determinação de organização criminosa, pôs fim a uma vida para beneficiar organização criminosa [...] colaborando na divisão de tarefas, acompanhando comparsas, auxiliou na execução da vítima”. Pena: 17 anos e 6 meses de reclusão em regime fechado Crime conexo de organização criminosa Culpa comprovada pela Justiça. Pena: 6 anos de reclusão e 15 dias-multa Condenação pelos três crimes: 41 anos de reclusão e pagamento 15 dias-multa Casal foi morto a tiros em Aparecida de Goiânia Reprodução/TV Anhanguera 📱 Veja outras notícias da região no g1 Goiás. VÍDEOS: últimas notícias de Goiás

FONTE: https://g1.globo.com/go/goias/noticia/2024/05/15/acusados-de-matar-vigilante-penitenciario-e-a-mulher-dele-na-saida-do-complexo-prisional-de-aparecida-de-goiania-sao-condenados.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Anunciantes